Fotografia
06 Aug
17:02

Você precisa conhecer: Giovanna Borgh

Por Manu
6 Comentários

[line]

Giovana_Myblueberrypie

Das tentativas de ser eu por completo, encontrei uma única forma: filmar. Tenho a impressão que sou incompreendida desde sempre, mas nos meus filmes as pessoas entendem bem como eu vejo o mundo, a vida e o ser humano. Antes de ter utensílios de criar imagens, eu criava um mundo em minha cabeça. Tinha uma multidão de amigos imaginários, escrevia roteiros em meu diário e vivia basicamente, muito sozinha e feliz. As coisas mudaram um pouco na adolescência, mas assim que tive autonomia para decidir a minha profissão e entrei em um estúdio de TV, tive a certeza que era no meio daquelas telas e botões que eu queria passar os dias da minha vida.

As telas e botões foram evoluindo para câmeras, lentes, livros e paletas de cores. Depois de 6 anos, trabalhando como assistente de quase tudo o que existe em uma produtora de filmes, decidi criar meus próprios filmes documentais. Comecei com amigos e ideias simples que me rodeavam. Acontece que as simples ideias agradavam as pessoas e elas começaram a pedir para que eu as filmassem também. Foi completamente inesperado e não planejado mas desde a primeira vez que vi alguém chorar com algum filme/vídeo meu, viciei nesta sensação. O meu termômetro é fazer as pessoas se emocionarem o suficiente para desejarem estarem presentes naquela história.

Gosto de inspirar o mundo. O mundo precisa de inspiração de amor e boas coisas. O meu maior desafio é olhar para a beleza de tudo mesmo quando há de se esforçar para ver. Mas, eu sempre consigo. Treino o meu olhar para o bom e agradável e a melhor coisa que posso colher da minha profissão (apesar de ser uma expressão artística, é uma profissão) é trazer para a minha vida este olhar inspirador. Agradeço todos os dias pela manhã, e mesmo que a vida de um criador seja muitas vezes um fardo, ele é leve. E não é leve porque faço a coisa que eu mais amo na vida, todos os dias. É leve porque eu decidi olhar para o mundo assim e levar bons sentimentos em meus filmes para quem quiser senti-los.

Um sonho: viver simplesmente em comunhão com Deus e as pessoas.
Um medo: viver o oposto do meu sonho.
Frase: Gosto da expressão: “War is Over if You Want it!” – Gosto da potencialidade e do sentimento em diversos meios, pela inspiração de John Lennon e Yoko Ono.
Consumo artístico do momento: Emilliana Torrini, New Girl, Cosmos e a revista Amarello.
vc precisa conhecer_ giovanna Borgh_myblueberrypie
Creditos: Alem Photo, Lucas Magno e Giovanna Borgh